Rally do Marrocos 2018: Vitória de Toby Price nas motos e Nasser Al Attiyah nos carros

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Toby Price (KTM 450 Rally Factory)
Toby Price (KTM 450 Rally Factory) Divulgação - AP Kim Marcin
O australiano Toby Price (KTM 450 Rally Factory) nas motos e nos carros a dupla Nasser Al Attiyah e Matthieu Baumel (Toyota Hilux V8 Gazoo Racing) foram os grandes vencedores entre os 140 participantes da 19ª edição do Rally do Marrocos, a primeira a ser comandada pelo francês David Castera, antigo diretor esportivo do Rally Dakar.

Campeão do Dakar em 2016, Price venceu pela segunda vez o Rally do Marrocos. Seu companheiro de equipe e campeão do Dakar 2018, o austríaco Matthias Walkner ficou com a segunda colocação. O americano Ricky Brabec (Honda CRF 450 Rally) venceu a última etapa e salvou a honra da equipe, completando o pódio.

Matthias Walkner (KTM 450 Rally Factory)
Matthias Walkner (KTM 450 Rally Factory) Divulgação - AP Kim Marcin
Nos quadriciclos a vitória foi do russo Aleksandr Maksimov (Yamaha Raptor). O piloto também conquistou o mundial de 2018 da categoria.

Nos UTVs a dupla formada pelo russo Sergei Kariakin, vencedor do Dakar 2017 entre os quadriciclos, e seu compatriota Anton Vlasiuk (Can Am Maverick X3) ficou com a primeira colocação, comprovando que a consistência ainda é a estratégia vencedora. Eles chegaram à frente dos espanhóis Gerard Farres e Dani Oliveras (Can Am Maverick X3). A dupla portuguesa de Luis Morais e David Megre (Can Am Maverick X3) ficou com a terceira colocação. O casal Stéphane e Andrea Peterhansel (Yamaha YXZ 1000) chegou a disputar a ponta, mas tiveram o resultado prejudicado devido a um amortecedor danificado na penúltima etapa.

Nasser AL Attiyah  / Matthieu Baumel (Toyota Hilux V8)
Nasser AL Attiyah / Matthieu Baumel (Toyota Hilux V8) Divulgação - AP Kim Marcin
O ano de 2018 não vinha sendo de muitas alegrias para a dupla Nasser Al Attiyah e Mattheu Baumel (Toyota Hilux V8 Gazoo Racing). Mas no Marrocos eles começaram com o pé direito, vencendo a Super Especial de Fez e as duas primeiras etapas, permitindo que o piloto do Qatar e seu copiloto francês administrassem a vantagem nas três últimas etapas, evitando riscos e incidentes. Nasser igualou o recorde de cinco vitórias do francês Jean-Louis Schlesser. A dupla terminou a prova confiante, colocando-se entre os favoritos para o próximo Dakar.

A dupla do polonês Jakub Przygonski e o belga Tom Colsoul (Mini John Cooper Works Rally) ficou com a segunda colocação e o título mundial.

Cyril Despres / Jean Paul Cottret (Buggy John Cooper Works)
Cyril Despres / Jean Paul Cottret (Buggy John Cooper Works) Divulgação - AP Kim Marcin
A dupla dos franceses Cyril Despres e Jean-Paul Cottret fez sua estreia no Buggy John Cooper Works vencendo a quarta etapa e terminando a prova na terceira colocação. Eles parecem estar prontos para causar impacto no Peru, onde terão como companheiros o espanhol "El Matador" Carlos Sainz e o "Mister Dakar" Stéphane Peterhansel.
Comentários

Rally do Marrocos 2018: Vitória de Toby Price nas motos e Nasser Al Attiyah nos carros

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross – África do Sul: Johan Kristoffersson fecha o ano com 11ª vitória em 12 etapas

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson e Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson e Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Flavien Duhamel
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) fechou o ano com chave de ouro. Já dono do título de 2018, ele venceu a 12ª e última etapa da temporada 2018, realizada nos dias 24 e 25 de novembro, no Killarney International Raceway, na África do Sul.

O sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) garantiu o vice-campeonato de 2018 com a segunda colocação na África do Sul. O francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) completou o pódio da etapa.

Mattias Ekström e Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström e Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel
Os resultados de Kristoffersson dão a impressão que ele foi intocável, mas quem acompanhou a temporada viu grandes disputas para chegar a esta supremacia. Na única prova que não venceu, a terceira etapa realizada em maio na Bélgica, foi quinto colocado. O sueco parecia sempre estar um passo à frente para chegar ao recorde de 11 vitórias numa temporada.

A equipe PSRX Volkswagen Sweden também já havia conquistado o título e a comemoração só não foi maior porque o norueguês Petter Solberg, bicampeão da categoria (2014 e 2015) e dono do time, não conseguiu fazer a dobradinha. Solberg rodou na bateria final e acabou perdendo a quarta colocação em 2018 para Loeb, seu antigo rival no WRC.

Timmy Hansen e Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Timmy Hansen e Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - Flavien Duhamel
Ekström, campeão da categoria em 2016, celebrou a conquista após largar da última fila na final, sabendo que outros três pilotos tinham possibilidades matemáticas da conquista do vice-campeonato.

A equipe de Ekström, a EKS Audi Sport, também foi vice-campeã e seu companheiro, o norueguês Andreas Bakkerud conquistou a terceira posição no Mundial de Pilotos, mesmo não tendo se classificado para a bateria final devido ao abandono em função de uma colisão com Kevin Hansen (Peugeot 208 RX) na semifinal.

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Mattias Ekström (Audi)

3. Sébastien Loeb (Peugeot)

4. Kevin Hansen (Peugeot)

5. Petter Solberg (Volkswagen)

6. Timmy Hansen (Peugeot)

Veja a classificação final do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX 2018:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 341 pontos

2. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 248 pontos

3. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 237 pontos

4. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 229 pontos

5. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 227 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 192 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlândia - Hyundai i20 RX): 146 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 145 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 98 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 86 pontos

A prova marcou as despedidas das equipes EKS Audi Sport e Team Peugeot Total. A equipe ES Motorsport realizou vários testes com seu Skoda Fabia e provavelmente disputará a temporada 2019.

A categoria se prepara para uma grande mudança. Em 2020 será disputada por veículos elétricos.

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross – África do Sul: Johan Kristoffersson fecha o ano com 11ª vitória em 12 etapas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Austrália: Ogier conquista do sexto título consecutivo na vitória de Latvala

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta RS WRC) conquistou seu sexto título consecutivo com o final do Rally da Austrália, 13ª e última etapa do Campeonato Mundial de Rally – WRC, neste domingo, dia 18/11. Ogier concluiu a prova na quinta colocação enquanto seus adversários na disputa pelo troféu de 2018, o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) e o estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) abandonaram a competição, vencida pelo finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC).

A temporada de 2018 foi uma das mais equilibradas dos últimos 10 anos. Ogier chegou a ocupar a terceira colocação após a 10ª etapa, mas conseguiu retomar a liderança do campeonato com a vitória na etapa anterior, na Espanha. Ele chegou a Oceania com apenas três pontos de vantagem sobre Neuville. Tänak também continuava na disputa do título após um segundo semestre de excelentes resultados, mas não dependia apenas das próprias pernas.

Mads Ostberg / Torstein Eriksen (Citroën C3 WRC)
Mads Ostberg / Torstein Eriksen (Citroën C3 WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Os três enfrentaram as dificuldades esperadas na sexta-feira. Largavam na frente e limpavam a pista de cascalho para os concorrentes. O norueguês Mads Ostberg (Citroën C3 WRC) aproveitou a vantagem de largar no final do bloco e assumiu a liderança da prova. Seu companheiro de equipe, o irlandês Craig Breen também soube aproveitar a posição de largada e finalizou o dia com a dobradinha da equipe francesa, seguidos de Latvala.

Tänak finalizou a sexta-feira na quinta colocação, mas apenas 16 segundos o separavam do líder.

Ogier vinha na sétima colocação. Ele contou com o apoio do britânico Elfyn Evans, seu companheiro de equipe que diminuiu o ritmo no final para ceder a posição. Mas o francês fez uma corrida tentando acompanhar Neuville.

O belga perdeu quase 40 segundos com o destalonamento de um pneu na aterrisagem de um salto no último trecho cronometrado. Até lá o vice-líder da temporada 2018 tinha quase 10 segundos de vantagem sobre Ogier, mas fechou a sexta-feira na 10ª posição com um prejuízo de mais de 30 segundos.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
No sábado Neuville e Tänak partiram para estratégia do tudo ou nada. Fazendo sua parte o estoniano conseguiu assumir a liderança da prova. O que ainda não era suficiente, já que Ogier subiu para a sexta colocação.

Para o belga o título ficou ainda mais distante com uma escapada da pista que lhe danificou a suspenção. Neuville continuou na prova, mas na oitava posição e ainda mais distante do francês.

A chuva foi forte na noite que antecedeu o domingo e transformou as pistas de cascalho em um misto traiçoeiro de trechos secos e outros com muita lama. Tänak e Neuville mantiveram a estratégia de ataque total. O belga foi o primeiro a não sobreviver às armadilhas do piso sem aderência. Saiu da pista e bateu num barranco, arrancando a roda traseira esquerda do seu i20 na primeira especial do dia. Fim de prova.

Tänak também saiu da pista no trecho seguinte, acertou uma árvore, danificando o sistema de direção e também abandonou o rally.

Ogier teve a calma necessária para administrar a pressão, não cometeu erros e conquistou o sexto título consecutivo, o segundo com a Ford, na sua última prova no volante do Ford Fiesta da M-Sport antes de mudar para a Citroën em 2019.

Latvala assumiu a ponta e venceu. O neozelandês Hayden Paddon (Hyundai i20 Coupe WRC) sobreviveu à carnificina de domingo para alcançar o segundo lugar, seguido de Mads Ostberg. A vitória de Latvala, a primeira em 2019, ajudou a equipe japonesa a conquistar o título de Construtores em seu segundo ano após 18 anos de ausência na categoria WRC.

A temporada 2019 começará no dia 24 de janeiro com o Rally de Monte Carlo.

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Classificação final do Rally da Austrália:

1. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): 2:59:52,0

2. H. Paddon / S. Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC): + 32,5

3. M. Ostberg / T. Eriksen (Citroën C3 WRC): + 52,2

4. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 1:02,3

5. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 2:30,8

6. E. Evans / D. Barritt (Ford Fiesta RS WRC): + 6:28,8

7. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 2:07,0

8. A. Heller/ J. L. Diaz (Ford Fiesta R5): + 22:28,5

Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC)
Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Classificação do Mundial de Pilotos 2019

1. Sébastien Ogier: 219 pontos

2. Thierry Neuville: 201 pontos

3. Ott Tänak: 181 pontos

4. Jari-Matti Latvala: 128 pontos

5. Esapekka Lappi: 126 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 84 pontos

7. Elfyn. Evans: 80 pontos

8. Hayden Paddon: 73 pontos

9. Dani Sordo: 71 pontos

10. Mads Ostberg: 70 pontos

Classificação do Mundial de Construtores 2019

1. Toyota Gazoo Racing WRT: 368 pontos

2. Hyundai Motorsport: 341 pontos

3. M-Sport WRT – Ford: 324 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 237 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Austrália: Ogier conquista do sexto título consecutivo na vitória de Latvala

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Espanha: Loeb vence e Ogier retoma a liderança da temporada

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Sebastien Loeb / Daniel Elena (Citroën C3 WRC)
Sebastien Loeb / Daniel Elena (Citroën C3 WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O francês Sébastien Loeb (Citroën C3 WRC) venceu o Rally da Espanha, 12ª e penúltima etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Seu compatriota Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC) foi o segundo colocado, seguido do britânico Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC).

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Com o resultado cresceram as chances de Ogier conquistar o sexto título consecutivo. O pentacampeão mundial retomou a liderança da temporada, superando em três pontos o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC), quarto colocado na etapa.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O rally não teve um bom início para Neuville. Na manhã da quinta-feira, dia 26/10, ele capotou durante o shakedown. Os mecânicos conseguiram recuperar o carro a tempo de Neuville participar da primeira especial. Ela foi realizada durante a tarde. O belga conseguiu fazer o segundo melhor tempo, mas viu Ogier ser o mais rápido e assumir a liderança provisória.

Na sexta-feira o estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) cumpriu o que havia prometido. Partiu para o ataque num ritmo alucinante, venceu a SS2 e foi segundo na SS3, assumindo a ponta e abrindo uma vantagem sobre todos os adversários. O finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) venceu a SS3 e assumiu a segunda colocação, seguido pela surpreendente performance de Elfyn Evans.

Tanak ampliou a vantagem com o segundo melhor tempo na SS4, vencida pelo norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 Coupe WRC). Latvala era o mais rápido até o meio do trecho cronometrado, mas um pneu furado acabou com a possibilidade de assumir a liderança.

Ogier ocupava a quinta colocação, seguido do compatriota Sébastien Loeb, que em sua segunda aparição em 2018 mostrava estar em plena forma, relembrando os tempos em que dominou a prova espanhola por oito edições seguidas. Neuville estava afastado, na oitava colocação. O líder do campeonato não encontrava um bom ritmo.

Pilotando em casa, o espanhol Dani Sordo venceu a SS5 e ficou mais próximo do pódio, assumindo a quarta colocação, enquanto Latvala tentava se recuperar, vencendo a SS6.

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Tänak fechou a sexta-feira com 26,8 segundos de vantagem sobre Sordo. O estoniano mostrou superioridade e domínio sobre todos os adversários. Elfyn Evans concluiu o dia numa sólida terceira colocação.

Com o resultado parcial a briga pela liderança do campeonato ficaria muito acirrada, já que Ogier era o sétimo e Neuville o nono.

O sábado trouxe um cenário totalmente diferente. Do cascalho para o asfalto. O piso também ficou úmido com a chuva noturna. Com o público não respeitando as áreas de segurança, a organização da prova se viu obrigada a cancelar a primeira especial do dia, a SS8.

Tänak venceu a SS9 e ampliou sua vantagem na liderança, mas o estoniano cometeu um erro na SS10 e perdeu quase dois minutos com um pneu furado, devastando o resultado e caindo para a nona colocação.

Nestas novas condições Sordo brilhou e assumiu a liderança, mas viu Latvala vencer a SS10 e se aproximar, assumindo a segunda colocação, com uma diferença de apenas 0,3 segundos.

Loeb manteve a quarta colocação, com Ogier em quinto e Neuville escalando da nona para a sexta colocação.

O sábado terminou com um novo líder. Latvala foi o quarto a comandar a prova, mostrando uma incrível recuperação. O dia também terminou bastante positivo para Ogier. O pentacampeão havia amanhecido na sétima posição, mas com uma escolha certa de pneus para o asfalto úmido, subiu para a vice-liderança, resultado que lhe garantiria o retorno ao topo da classificação, ficando mais próximo do sexto título.

Falando em muitos títulos, Loeb, o nove vezes campeão do mundo, também mostrou que continuava afinado com seu navegador Daniel Elena, concluindo o sábado na terceira colocação, muito próximo de Ogier e Latvala.

Neuville também subiu na tabela, da nona para a quinta colocação, fazendo crescer a expectativa de um domingo muito intenso.

E o dia final de competição começou emocionante com um Loeb inspirado. O francês foi o único a arriscar na escolha dos pneus de composto duro e levou a melhor sobre os adversários na SS15 e SS16, pulando da terceira posição para a liderança do rally.

A briga pelo título da temporada ficou ainda mais intensa com Ogier caindo para a terceira colocação e Neuville assumindo a quarta posição após superar Evans.

Ogier venceu a SS17 e se aproximou de Loeb, mas Latvala cometeu um erro e caiu para a sexta colocação, permitindo a Neuville subir para a terceira colocação.

A SS18 foi decisiva. Tänak foi o mais rápido no TV Power Stage, seguido de Ogier, Loeb, Evans e Sordo. Loeb teve um dia de sonho e venceu a etapa espanhola pela nona vez.

Neuville perdeu tempo ao tocar numa rocha e não conseguiu somar pontos adicionais. O belga acabou perdendo a terceira posição para Evans e também a liderança do Mundial para Ogier. A decisão de 2018 acontecerá na última etapa, na Austrália, entre os dias 15 e 18 de novembro.

Elfyn Evans / Daniel Barrit (Ford Fiesta WRC)
Elfyn Evans / Daniel Barrit (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Classificação final do Rally da Espanha:

1. S. Loeb / D. Elena (Citroën C3 WRC): 3:12:08,0

2. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 2,9

3. E. Evans / D. Barritt (Ford Fiesta RS WRC): +16,5

4. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): + 17,0

5. D. Sordo / C. del Barrio (Hyundai i20 Coupe WRC): + 18,6

6. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): + 1:03,9

7. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 1:16,6

8. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): + 1:26,4

9. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 2:07,0

10. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): + 2:48,2

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Espanha

1. Sébastien Ogier: 204 pontos

2. Thierry Neuville: 201 pontos

3. Ott Tänak: 181 pontos

4. Esapekka Lappi: 110 pontos

5. Jari-Matti Latvala: 102 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 84 pontos

7. Dani Sordo: 71 pontos

8. E. Evans: 70 pontos

9. C. Breen: 61 pontos

10. H. Paddon: 55 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Espanha

1. Toyota Gazoo Racing WRT: 331 pontos

2. Hyundai Motorsport: 319 pontos

3. M-Sport WRT – Ford: 306 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 216 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Espanha: Loeb vence e Ogier retoma a liderança da temporada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Alemanha: 10ª vitória consecutiva de Johan Kristoffersson

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Flavien Duhamel

O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) continua intocável. Após a conquista do título de 2018 do Campeonato Mundial de Rallycross na 10ª etapa, Kristoffersson venceu a 11ª e penúltima etapa da temporada, realizada nos dias 13 e 14 de outubro, no Circuito das Estering, na Alemanha. O sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado, seguido por seu companheiro de equipe, o norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX).

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel

Esta foi a décima vitória consecutiva de Kristoffersson em onze provas realizadas. O bicampeão da categoria (2017 e 2018) ampliou seu recorde de vitórias numa temporada e ajudou a equipe PSRX Volkswagen Sweden a conquistar o título de Equipes em 2018.

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Mattias Ekström (Audi)

3. Andreas Bakkerud (Audi)

4. Niclas Grönholm (Hyundai)

5. Petter Solberg (Volkswagen)

6. Kevin Hansen (Peugeot)

Com a segunda colocação na Alemanha, o sueco Mattias Ekström manteve a vice-liderança da temporada. O sueco campeão da categoria em 2016 conseguiu ampliar sua vantagem sobre o norueguês Petter Solberg (Volkswagen Polo R), mas quatro pilotos ainda têm possibilidades matemáticas da conquista do vice-campeonato.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Flavien Duhamel

Solberg, campeão da categoria em 2014 e 2015, não concluiu a bateria final. Ele foi quinto colocado porque Kevin Hansen (Peugeot 208 RX) sofreu um forte acidente e também não completou a etapa. Na classificação de 2018 Solberg foi superado pelo compatriota Andreas Bakkerud, novo terceiro colocado.

O final de semana foi péssimo para o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX). Ele se envolveu num acidente com o sueco Kevin Eriksson (Ford Fiesta RX) e não se classificou para a final, vendo os quatro primeiros se distanciarem.

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel

Veja a classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 11ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 311 pontos

2. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 228 pontos

3. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 224 pontos

4. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 221 pontos

5. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 205 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 177 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlândia - Hyundai i20 RX): 142 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 128 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 88 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 77 pontos

A próxima etapa acontecerá no circuito de Killarney, na África do Sul, entre os dias 24 e 25 de novembro.

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Alemanha: 10ª vitória consecutiva de Johan Kristoffersson

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Grã-Bretanha: Ogier vence e retoma a vice-liderança da temporada

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC) venceu o Rally da Grã-Bretanha, 11ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Com o resultado, o pentacampeão mundial retomou a vice-liderança da temporada, superando o estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) que teve problemas mecânicos quando liderava a prova.

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Ogier também revitalizou suas esperanças da conquista do sexto título consecutivo. Com apenas duas etapas (Espanha e Austrália) para o final do Mundial de 2018, o francês reduziu de 23 para sete pontos a vantagem do atual líder, o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC). Neuville fez uma prova de recuperação após sair da pista no sábado, terminando a etapa na quinta colocação com a ajuda da equipe.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
A prova foi concluída neste domingo (07/10). Ogier conquistou sua quinta vitória na Grã-Bretanha após uma fantástica recuperação e uma disputa intensa nas últimas especiais com o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC).

O finlandês Esapekka Lappi (Toyota Yaris WRC) completou o pódio da etapa, somando pontos essenciais para manter o time do fabricante japonês na liderança do Mundial de Construtores.

A prova começou com a disputa de uma especial no final da quinta-feira, vencida por Lappi.

Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC)
Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Na sexta-feira Tänak assumiu a liderança e pouco a pouco foi construindo uma vantagem, mostrando que vinha em busca da quarta vitória consecutiva na temporada. Neuville ficou com a segunda colocação e Latvala vinha colado no belga. Já Ogier começava uma recuperação, terminando o dia como quinto colocado. O francês chegou a ocupar a oitava colocação após ter de disputar as especiais da manhã como problemas no câmbio.

No sábado pela manha Tänak confirmou sua superioridade, enquanto Neuville saiu da pista e começou a fazer contas, calculando o prejuízo. Ogier continuava recuperando posições e se aproximou de Latvala. Na parte da tarde Tänak teve de parar e não completou o dia devido a problemas mecânicos causados por um forte impacto na recepção de um salto.

O sábado terminou com uma disputa acirrada pela liderança entre Ogier e Latvala. Ogier levou a vantagem, mas no início do domingo Latvala mostrou que estava determinado a conquistar sua primeira vitória em 2018.

Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC)
Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O finlandês assumiu a liderança da prova, mas com três melhores tempos nas três últimas especiais, Ogier retomou a primeira colocação.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC acontecerá na Espanha, entre os dias 25 a 28 de outubro.

Classificação final do Rally da Grã-Bretanha:

1. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): 3:06:12,5

2. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): + 10,6

3. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 35,1

4. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 1:10,4

5. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:14,4

6. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): 1:15,9

7. H. Paddon / S. Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:18,4

8. M. Ostberg / T. Eriksen (Citroën C3 WRC): + 1:21,6

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Grã-Bretanha

1. Thierry Neuville: 189 pontos

2. Sébastien Ogier: 182 pontos

3. Ott Tänak: 168 pontos

4. Esapekka Lappi: 104 pontos

5. Jari-Matti Latvala: 98 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 83 pontos

7. Dani Sordo: 60 pontos

8. C. Breen: 59 pontos

9. H. Paddon: 55 pontos

10. T. Suninen: 54 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Grã-Bretanha

1. Toyota Gazoo Racing WRT: 317 pontos

2. Hyundai Motorsport: 297 pontos

3. M-Sport WRT – Ford: 273 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 187 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Grã-Bretanha: Ogier vence e retoma a vice-liderança da temporada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - USA: Johan Kristoffersson vence e é bicampeão

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Petter Solberg e Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg e Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Flavien Duhamel
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) conquistou o título da temporada 2018 do Campeonato Mundial de Rallycross ao vencer a 10ª etapa, realizada nos dias 29 e 30 de setembro, no Circuito das Américas, em Austin, no Texas. Seu companheiro de equipe, o norueguês Petter Solberg ficou com a segunda colocação, seguido do norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX).

Petter Solberg e Johan Kristoffersson no pódio
Petter Solberg e Johan Kristoffersson no pódio Divulgação - Flavien Duhamel
Esta foi a nona vitória consecutiva de Kristoffersson em dez etapas realizadas. Ele chega ao bicampeonato com duas etapas a serem disputadas.

O vice-líder da temporada e campeão da categoria em 2016, o sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) foi o quinto colocado no Texas.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel
Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Petter Solberg (Volkswagen)

3. Andreas Bakkerud (Audi)

4. Sébastien Loeb (Peugeot)

5. Mattias Ekström (Audi)

6. Timmy Hansen (Peugeot)

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel
Se o campeão já está decidido, por outro lado a luta pelo vice-campeonato está bastante acirrada. Com o resultado da etapa americana, Ekström manteve a segunda colocação, mas viu Solberg, Bakkerud e o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) se aproximarem.

Veja a classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 10ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 281 pontos

2. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 204 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 202 pontos

4. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 200 pontos

5. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 195 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 163 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlândia - Hyundai i20 RX): 124 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 113 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 79 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 77 pontos

A próxima etapa acontecerá no circuito de Estering, na Alemanha, entre os dias 13 e 14 de outubro.

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - USA: Johan Kristoffersson vence e é bicampeão

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Letônia: 8ª vitória de Johan Kristoffersson em nove etapas

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Flavien Duhamel
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) venceu a 9ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 15 e 16 de setembro, no circuito de Riga, na Letônia. O sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado e o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX).

Esta foi a oitava vitória consecutiva de Kristoffersson em nove etapas realizadas. Líder disparado da temporada 2018 e defensor do título de 2017, Kristoffersson tem 73 pontos de vantagem sobre Ekström, campeão da categoria em 2016 e novo vice-líder da temporada com o resultado de Riga.

A sequencia de resultados vitoriosos pode enganar. Ela dá a impressão de completo domínio de Kristoffersson, mas a realidade é mais desafiadora. Já na primeira bateria classificatória o sueco teve um duelo com o nove vezes campeão do mundo no WRC e venceu Loeb por décimos de segundo.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel
As batalhas continuaram, com duas disputas acirradas contra seu compatriota Ekström, tanto na semifinal, como na bateria final.

Infelizmente, para seu companheiro e dono da equipe, o norueguês Petter Solberg, o mal resultado na capital da Letônia em 2016 e também 2017 se repetiu nesta edição. Solberg não largou bem e perdeu tempo no "tráfego" durante as baterias classificatórias. Na semifinal seu Polo levou um toque na traseira e acabou se chocando contra o muro, abandonando a prova. Com o resultado, o bicampeão da categoria (2014 e 2015) caiu para a quinta colocação.

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Jaanus Ree
O norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX), que ocupava a vice-liderança do campeonato, também não guardou boas lembranças de Riga. Ele se envolveu num toque com seu companheiro de equipe, o suíço Nico Müller. Os dois Audi ficaram danificados e não se classificaram para a final, com Bakkerud caindo para terceiro na tabela.

A próxima etapa acontecerá no circuito de Austin, no Texas (USA), entre os dias 29 e 30 de setembro.

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Mattias Ekström (Audi)

3. Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)

4. Niclas Grönholm (Hyundai i20 RX):

5. Timmy Hansen (Peugeot 208 RX)

6. Kevin Hansen (Peugeot 208 RX)

Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - Flavien Duhamel
Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 9ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 254 pontos

2. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 181 pontos

3. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 179 pontos

4. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 176 pontos

5. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 175 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 163 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlândia - Hyundai i20 RX): 112 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 98 pontos

9. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 73 pontos

10. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 71 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 9ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 429 pontos

2. EKS Audi Sport: 360 pontos

3. Team Peugeot Total: 339 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 185 pontos

5. GC Kompetition Renault: 115 pontos

6. Olsbergs MSE Ford: 38 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Letônia: 8ª vitória de Johan Kristoffersson em nove etapas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Turquia: Terceira vitória de Ott Tänak, novo vice-líder da temporada

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) venceu o Rally da Turquia, 10ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Com o terceiro sucesso consecutivo, Tänak superou o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC) no Mundial de Pilotos e se aproximou do belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC), líder da Temporada 2018.

A prova foi concluída neste domingo (16/09). Tänak completou o rally com 22,3 segundos de vantagem sobre seu companheiro de equipe, o finlandês Jari-Matti Latvala. O neozelandês Hayden Paddon (Hyundai i20 Coupe WRC) completou o pódio.

O final triunfante do estoniano foi completamente diferente de seu início de prova, na quinta-feira, quando ocupava a nona colocação. No dia seguinte Tänak conseguiu fazer algum progresso, subindo para a quinta colocação, mas muito distante de Neuville e Ogier que travavam um duelo feroz pela liderança da prova.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Neuville completou a sexta-feira com meros três décimos de segundo sobre o francês. Separado por pouco mais de dois segundos da dupla, o norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 Coupe WRC), que havia liderado o início da competição, continuava na disputa pela vitória, enquanto Latvala era o quarto colocado.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O sábado começou com o surpreendente abandono de Neuville na primeira especial do dia. Um problema na suspensão dianteira esquerda do i20 tirou o belga da prova. Ogier abriu uma boa vantagem sobre Mikkelsen e se distanciou na liderança, mas a alegria durou pouco. Já no trecho seguinte, SS10, Ogier perdeu muito tempo com a quebra de uma manga de eixo dianteira. O francês e seu navegador gastaram quase todas suas energias para fazer a substituição, mas chegaram atrasados para a largada do trecho seguinte, recebendo uma penalização que somada ao tempo perdido os fez despencar para a quarta colocação.

Mikkelsen assumiu o controle da prova, posição que parecia amaldiçoada. Com problemas no diferencial dianteiro, o Norueguês começou a perder tempo por contar com tração apenas nas rodas traseiras, completando o dia na quinta colocação.

Após a parada no parque de serviço, com o carro acertado, Ogier voltou ao ataque e mostrou que queria a vitória, mas acabou escorregando para fora da pista e ficou encalhando num barrando ao bater numa árvore.

Enquanto o trio que liderada até a noite anterior sofria com problemas, Tänak encontrou seu ritmo e superou Latvala, assumindo a liderança da prova no final do sábado.

No domingo Tänak conseguiu ampliar sua vantagem sobre Latvala e faturou sua terceira vitória consecutiva. Com a dobradinha no pódio, a Toyota pulou para a liderança do Mundial de Construtores. Neuville voltou para disputar e vencer o Power Stage, ficando com os cinco pontos de consolação. A constância de Paddon lhe rendeu a terceira colocação.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC acontecerá na Grã-Bretanha, entre os dias 04 a 07 de outubro.

Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC)
Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Classificação final do Rally da Turquia:

1. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): 3:59:24,5

2. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): + 22,3

3. H. Paddon / S. Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:46,3

4. T. Suninen / M. Markkula (Ford Fiesta RS WRC): + 4:10,9

5. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): 7:11,7

6. H. Solberg / I. Minor (Skoda Fabia R5): + 13:40,6

7. J. Kopecky / P. Dresler (Skoda Fabia R5): + 18:52,2

8. S. Tempestini / S. Itu (Citroën C3 R5): + 19:37,1

9. C. Ingram / R. Whittock (Skoda Fabia R5): + 20:21,3

10. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 20:51,2

Haydon Paddon / Sebastian Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC)
Haydon Paddon / Sebastian Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Turquia

1. Thierry Neuville: 177 pontos

2. Ott Tänak: 164 pontos

3. Sébastien Ogier: 154 pontos

4. Esapekka Lappi: 88 pontos

5. Andreas Mikkelsen: 75 pontos

6. Jari-Matti Latvala: 75 pontos

7. Dani Sordo: 60 pontos

8. T. Suninen: 54 pontos

9. Elfyn Evans: 53 pontos

10. H. Paddon: 49 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Turquia

1. Toyota Gazoo Racing WRT: 284 pontos

2. Hyundai Motorsport: 279 pontos

3. M-Sport WRT – Ford: 244 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 169 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Turquia: Terceira vitória de Ott Tänak, novo vice-líder da temporada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - França: 7ª vitória de Johan Kristoffersson em oito etapas

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) seguido por Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) seguido por Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel

O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) venceu a 8ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 01 e 02 de setembro, no circuito de Lohéac, na França. O norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado e o norueguês Petter Solberg (Volkswagen Polo R) completou o pódio.

Esta foi a sétima vitória de Kristoffersson em oito etapas realizadas. Líder disparado da temporada 2018, o defensor do título de 2017 venceu todas as baterias classificatórias que disputou, mas foi superado na semifinal, o que lhe reservou uma posição na segunda fila para a bateria final.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) e Timmy Hansen (Peugeot 208 RX)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) e Timmy Hansen (Peugeot 208 RX) Divulgação - Flavien Duhamel

A final foi um show à parte com muita emoção. Os dois carros da Audi, com Bakkerud e o sueco Mattias Ekström, largaram na frente graças às vitórias nas semifinais. Mas com uma estratégia arriscada e execução perfeita, deixando para a última volta a passagem pelo Joker, Kristoffersson superou Bakkerud nos metros finais, e Solberg também chegou à frente de Ekström.

A próxima etapa acontecerá em Riga, capital da Letônia, entre os dias 15 e 16 de setembro.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Flavien Duhamel

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Andreas Bakkerud (Audi)

3. Petter Solberg (Volkswagen)

4. Mattias Ekström (Audi)

5. Timmy Hansen (Peugeot 208 RX),

6. Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX),

Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - Flavien Duhamel

Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 8ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 224 pontos

2. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 165 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 160 pontos

4. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 158 pontos

5. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 157 pontos

6. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 151 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 95 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 86 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 68 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 66 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 8ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 384 pontos

2. EKS Audi Sport: 322 pontos

3. Team Peugeot Total: 309 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 161 pontos

5. GC Kompetition Renault: 103 pontos

6. Olsbergs MSE Ford: 37 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - França: 7ª vitória de Johan Kristoffersson em oito etapas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Alemanha: Vitória de Ott Tänak, Thierry Neuville mantém a liderança

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) venceu o Rally da Alemanha, 9ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Repetindo o resultado da etapa anterior, na Finlândia, Tänak liderou praticamente toda a prova e confirmou sua terceira vitória na temporada neste domingo (19/08), quarto e final dia da competição.

Tänak completou a prova com 39,2 segundos de vantagem sobre o belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC). O finlandês Esapekka Lappi (Toyota Yaris WRC) completou o pódio, se recuperando do abandono na Finlândia.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O excelente resultado de Tänak, coroado com os pontos extras obtidos com o segundo melhor tempo no Power Stage, mostrou que o estoniano está na disputa pelo título de 2018. Ele se aproximou dos líderes do campeonato. Neuville continua na frente e ampliou sua vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), quarto colocado na prova. Neuville tem 172 pontos, 23 à frente do pentacampeão mundial, que agora tem apenas 13 pontos de vantagem sobre o estoniano.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
A prova foi marcada por uma intensa disputa entre Tänak e Ogier nos três primeiros dias. Tänak venceu a curta especial disputada na noite da quinta. Mas Ogier conseguiu assumir a ponta ao vencer a primeira especial da manhã de sexta-feira.

A reação de Tänak foi rápida. Ele venceu a SS3 e retomou a liderança, sempre seguido de muito perto por Ogier. Neuville vinha na terceira posição, mas pouco a pouco foi se distanciando dos dois ponteiros.

No sábado o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC) e o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupe WRC) chegaram a superar Neuville. No final da tarde, na tentativa de vencer a prova, Ogier danificou uma roda e teve de parar para fazer a troca, despencando para a nona colocação.

Bastante frustrado, Ogier tentou recuperar o prejuízo e foi beneficiado pelos acidentes e problemas de quem estava a sua frente, conseguindo alcançar a quarta colocação e conquistando os cinco pontos adicionais pela vitória no Power Stage.

Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC)
Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC acontecerá na Turquia, entre os dias 13 a 16 de setembro.

Classificação final do Rally da Alemanha:

1. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): 3:03:36,9

2. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): + 39,2

3. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 1:00,9

4. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 1:34,5

5. T. Suninen / M. Markkula (Ford Fiesta RS WRC): + 2:02,9

6. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): 2:13,8

7. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 2:39,1

8. M. Griebel / A. Rath (Citroën DS3 WRC): + 10:41,2

9. J. Kopecky / P. Dresler (Skoda Fabia R5): + 13:12,8

10. K. Rovanpera / J. Halttunen (Skoda Fabia R5): + 13:16,6

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Alemanha

1. Thierry Neuville: 172 pontos

2. Sébastien Ogier: 149 pontos

3. Ott Tänak: 136 pontos

4. Esapekka Lappi: 88 pontos

5. Andreas Mikkelsen: 65 pontos

6. Dani Sordo: 60 pontos

7. Jari-Matti Latvala: 55 pontos

8. Elfyn Evans: 52 pontos

9. Mad Ostberg: 48 pontos

10. Craig Breen: 47 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Alemanha

1. Hyundai Motorsport: 254 pontos

2. Toyota Gazoo Racing WRT: 241 pontos

3. M-Sport WRT – Ford: 224 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 159 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Alemanha: Vitória de Ott Tänak, Thierry Neuville mantém a liderança

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Finlândia: Vitória de Ott Tänak, Thierry Neuville mantém a liderança

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) venceu o Rally da Finlândia, 8ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Neste domingo, 29/07, último dia da competição, Tänak administrou a boa vantagem sobre o norueguês Mads Ostberg (Citroën C3 WRC) que teve de suportar os ataques do finlandês Jarri-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC). O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) completou a disputa na nona colocação, mantendo a liderança com 21 pontos de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), quinto colocado na prova.

Após os desapontamentos nas duas etapas anteriores (Portugal e Itália), Tänak conquistou sua primeira vitória na Finlândia, a segunda na temporada 2018, a quarta em sua carreira.

O estoniano assumiu a liderança da prova na primeira especial, disputada no final da tarde de quinta-feira. Durante a sexta-feira ele teve um duelo acirrado com Ostberg, com quatro trocas de posições, completando o dia com apenas um segundo de vantagem. Mas no sábado Tänak venceu sete dos dez trechos cronometrados, construindo uma vantagem de 39 segundos sobre norueguês, o que lhe permitiu administrar a vantagem no domingo, poupando os pneus para voltar a mostrar seu ritmo e vencer o Power Stage, conquistando o máximo de pontos.

Mads Ostberg / Torstein Eriksen (Citroën C3 WRC)
Mads Ostberg / Torstein Eriksen (Citroën C3 WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Ostberg conquistou seu melhor resultado na Citroën, quebrando um longo jejum de três anos longe do pódio. O norueguês se adaptou bem às mudanças que a fábrica francesa fez no C3. Ele conseguiu suportar a forte pressão exercida pelos dos dois finlandeses da Toyota, concluindo a prova 2,8 segundos na frente de Latvala.

Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC)
Jari-Matti Latvala / Mikka Anttila (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Latvala, que já havia vencido a prova em três oportunidades, começou a disputa com falta de confiança devido à falta de bons resultados em 2018. Pilotando em casa e com apoio da torcida local, foi crescendo dia a dia.

Lappi, vencedor na Finlândia em 2017, viu sua confiança na conquista de um bi desmoronar logo na primeira especial da sexta-feira, quando rodou e o motor do Yaris apagou. O jovem finlandês fez uma recuperação espetacular, e chegou a ocupar a quarta colocação no final do sábado, mas no domingo capotou na SS20 e abandonou a prova.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Neuville começou a prova com o pé direito, sendo o segundo mais rápido na primeira especial, a única disputada na quinta-feira. Mas como Lappi, logo na primeira especial da sexta-feira, se confundiu com uma referência, entrou no desvio errado e acabou batendo numa árvore, danificando o i20. O líder da temporada continuou na prova, perdendo tempo, até a parada, no meio do dia, onde os mecânicos recuperaram o carro.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Sem poder de reação, Neuville teve de contar com a atuação apagada do pentacampeão mundial. Ogier não se adaptou às mudanças aerodinâmicas na traseira e nos amortecedores do Fiesta. O francês chegou a ocupar a oitava colocação. Ele foi beneficiado pelo abandono de Lappi e ajudado pelo jogo de equipe, com o finlandês Teemu Suninen e o britânico Elfyn Evans cedendo suas posições.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally – WRC acontecerá na Alemanha, entre os dias 16 a 19 de agosto.

Haydon Paddon / Sebastian Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC)
Haydon Paddon / Sebastian Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Classificação final do Rally da Finlândia:

1. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): 2:13:18,2

2. M. Ostberg / T. Eriksen (Citroën C3 WRC): + 32,7

3. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): + 35,5

4. H. Paddon / S. Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:35,6

5. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 2:15,0

6. T. Suninen / M. Markkula (Ford Fiesta RS WRC): + 2:19,2

7. E. Evans / D. Barritt (Ford Fiesta RS WRC): + 2:29,5

8. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 3:08,4

9. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): + 3:51,8

10. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): 8:37,4

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Finlândia

1. Thierry Neuville: 153 pontos

2. Sébastien Ogier: 132 pontos

3. Ott Tänak: 107 pontos

4. Esapekka Lappi: 70 pontos

5. D. Sordo: 60 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 57 pontos

7. Jari-Matti Latvala: 55 pontos

8. Elfyn Evans: 52 pontos

9. Mad Ostberg: 48 pontos

10. Kris Meeke: 43 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Finlândia

1. Hyundai Motorsport: 228 pontos

2. M-Sport WRT – Ford: 202 pontos

3. Toyota Gazoo Racing WRT: 201 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 153 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Finlândia: Vitória de Ott Tänak, Thierry Neuville mantém a liderança

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Suécia: 5ª vitória de Johan Kristoffersson, líder disparado da temporada

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Jaanus Ree
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) venceu a 6ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 30 de junho e 01 de julho, no circuito de Holjes, na Suécia. O norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado e o francês Jerome Grosset-Janin (Renault Megane RS) completou o pódio.

Vencer uma etapa do Mundial já é um sonho. Ganhar em casa e disparar na liderança do campeonato é melhor ainda. Este foi o feito de Kristoffersson, sua quinta vitória de em seis etapas realizadas, a terceira consecutiva em que o atual campeão da categoria conquista o maior número de pontos possíveis, graças as vitórias nas baterias de classificação, semifinal e final.

Para completar a festa só faltava a dobradinha com seu companheiro e dono da equipe PSRX Volkswagen Sweden, Petter Solberg. Ela até estava se desenhando, o norueguês vinha liderando a outra semifinal, mas acabou abandonando a bateria devido a problemas no seu Polo.

Andreas Bakkerud e Matthias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud e Matthias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Malte Christians
Bakkerud também estava bastante feliz com o resultado. Ele conquistou a segunda colocação com uma ultrapassagem na última volta sobre o sueco Timmy Hansen (Peugeot 208 RX), resultado que lhe permitiu subir da quarta para a segunda colocação, superando o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) que não conseguiu se classificar para a final sueca, caindo para quarta classificação, e também deixou para traz Petter Solberg, que ao menos se manteve na terceira posição da Temporada 2018 com os resultados das baterias classificatórias.

Jerome Grosset-Janin (Renault Megane RS)
Jerome Grosset-Janin (Renault Megane RS) Divulgação - Malte Christians
Em sua sexta participação numa etapa do Mundial de Rallycross, Jerome Grosset-Janin conquistou seu primeiro pódio. Após conquistar apenas a 10ª colocação nas baterias classificatórias, o francês consegui chegar em terceiro na semifinal e repetiu o feito na final.

O sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) havia terminado a bateria final na terceira posição, mas ele recebeu uma penalização por se envolver no acidente da última volta que tirou da prova Timmy Hansen.

A próxima etapa acontecerá no circuito Trois-Rivières, no Canadá, entre os dias 04 e 05 de agosto.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Malte Christians
Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Andreas Bakkerud (Audi)

3. Jerome Grosset-Janin (Renault)

4. Timmy Hansen (Peugeot 208 RX),

5. Kevin Hansen (Peugeot)

6. Mattias Ekström (Audi)


Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 6ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 165 pontos

2. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 125 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 119 pontos

4. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 117 pontos

5. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 116 pontos

6. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 114 pontos

7. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 77 pontos

8. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 73 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 51 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 48 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 6ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 284 pontos

2. EKS Audi Sport: 239 pontos

3. Team Peugeot Total: 233 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 121 pontos

5. GC Kompetition Renault: 77 pontos

6. Olsbergs MSE Ford: 71 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Suécia: 5ª vitória de Johan Kristoffersson, líder disparado da temporada

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

Novo recorde da Pikes Peak Hill Climb é de um carro elétrico

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak)
Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak) Divulgação

O francês Romain Dumas é novamente o recordista da mais famosa corrida de subida de montanha, a Pikes Peak Hill Climb, em Colorado Springs, nos Estados Unidos.


No dia 24 de junho, pilotando um carro totalmente elétrico preparado pela Volkswagen, o I.D. R Pikes Peak, Dumas superou todos os outros concorrentes e também superou em 16,730 segundos o recorde histórico alcançado pelo francês Sébastien Loeb em 2013.

Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak)
Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak) Divulgação

Dumas já tinha três vitórias no Pikes Peak e já venceu as 24 Horas de Le Mans duas vezes ocasiões. Ele conquistou o novo recorde percorrendo os 19,99 quilômetros, partindo dos 2.862 metros de altitude e chegando aos 4.302 metros, com 156 curvas, em 7m 57.148s minutos.

O Volkswagen I.D. R Pikes Peak tem motores elétricos que geram 500 kW (680 cv) e o protótipo pesa menos de 1.100 kg.

Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak)
Romain Dumas (Volkswagen ID R Pikes Peak) Divulgação
Comentários

Novo recorde da Pikes Peak Hill Climb é de um carro elétrico

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Noruega: 4ª vitória de Johan Kristoffersson em cinco etapas realizadas

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Fro Hagena
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R), venceu a 5ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 09 e 10 de junho, no circuito de Hell, na Noruega. Seu compatriota, Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado e o norueguês Petter Solberg (Volkswagen Polo R) completou o pódio da etapa.

Esta foi a quarta vitória de Kristoffersson em cinco etapas realizadas. Com o resultado o defensor do título de 2017 disparou na liderança da temporada 2018, abrindo 31 pontos de vantagem para o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) que não se classificou para a bateria final e interrompeu a série de quatro pódios consecutivos.

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX),  Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) e  Sebastien Loeb (Peugeot RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX), Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) e Sebastien Loeb (Peugeot RX) Divulgação - Fro Hagena
O domínio de Kristoffersson foi completo na Noruega. Ele venceu as quatro baterias classificatórias em que participou, também faturou a semifinal e foi intocável na final, conquistando o máximo de pontos possíveis numa etapa do WRX, feito apenas realizado por Andreas Bakkerud em 2016, na mesma etapa norueguesa.

Correndo em casa e vindo de vários pódios, Bakkerud (Audi S1 EKS RX) não conseguiu uma boa classificação para a final e já na primeira volta perdeu muito tempo quando teve de parar para não bater no Peugeot do sueco Timmy Hansen que rodou na sua frente.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Fro Hagena
Petter Solberg fez uma boa largada na final, mas perdeu tempo com carros se enroscando e teve de fazer uma prova de recuperação. Com a terceira colocação, Solberg superou Bakkerud no Mundial de Pilotos, recuperando a terceira posição e colando em Sébastien Loeb.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) e Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) e Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Fro Hagena
Ekström, dono do título de 2016, teve um final de semana de altos e baixos. Após resultados modestos nas duas primeiras baterias classificatórias, as coisas começaram a desandar com uma penalidade de cinco segundos recebida por tocar no carro de Solberg na Q3. Para o cenário complicar de vez, devido a um problema, o motor apagou na largada da Q4. Mesmo com os importantes pontos perdidos, o veterano campeão da DTM se recuperou e conquistou seu primeiro pódio em 2018.

A próxima etapa acontecerá no circuito Holjes, na Suécia, entre os dias 30 de junho e 01 de julho.

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Mattias Ekström (Audi)

3. Petter Solberg (Volkswagen)

4. Kevin Hansen (Peugeot)

5. Timmy Hansen (Peugeot)

6. Andreas Bakkerud (Audi)


Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 5ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 135 pontos

2. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 104 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 102 pontos

4. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 101 pontos

5. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 97 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 94 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 66 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 61 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 41 pontos

10. Robin Larsson (Suécia - Ford Fiesta RX): 40 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 5ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 237 pontos

2. Team Peugeot Total: 198 pontos

3. EKS Audi Sport: 198 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 100 pontos

5. Olsbergs MSE Ford: 76 pontos

6. GC Kompetition Renault: 59 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Noruega: 4ª vitória de Johan Kristoffersson em cinco etapas realizadas

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Itália: Thierry Neuville vence e amplia vantagem na liderança da Temporada 2018

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) venceu o Rally da Itália, 7ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Neste domingo, 10/06, último dia da competição, Neuville transformou uma desvantagem de 3,9 segundos em 0,7 segundos de vantagem sobre o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), segundo colocado. O finlandês Esapekka Lappi (Toyota Yaris WRC) completou o pódio.

Esta foi a terceira vitória de Neuville na Temporada 2018. Com o resultado ele está 27 pontos à frente de Ogier no Mundial de pilotos.

Andreas Mikkelsen / Anders Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC)
Andreas Mikkelsen / Anders Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Após a superespecial disputada na noite de quinta-feira, com vitória do de Ogier, o norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 Coupe WRC) assumiu a liderança da prova após ser o mais rápido nos dois primeiros trechos cronometrados disputados na manhã da sexta-feira, marcada pela surpresa de muita chuva e lama.

Na SS2 Mikkelsen foi 9,1 segundos mais rápido que o compatriota Mads Ostberg (Citroën C3 WRC). Na sequência vieram o finlandês Jari-Matti Latvala (Toyota Yaris WRC), o estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC), Neuville e Ogier, todos muito próximos.

Mikkelsen repetiu a dose na SS3, mas desta vez foi apenas três décimos de segundo mais rápido que o finlandês Teemu Suninen (Ford Fiesta WRC). Na soma dos tempos Mikkelsen já tinha 15,5 segundos de vantagem para Neuville.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

A chuva ajudou muito o belga que estava defendendo a liderança da temporada. Tänak vinha na sequência, apenas um décimo atrás de Neuville, enquanto Ogier já estava na distante sexta colocação.

Tänak interrompeu a série de vitórias de Mikkelsen ao vencer a SS4, mas o norueguês se manteve na liderança da prova com o segundo melhor tempo. Com o resultado Tänak assumiu a vice-liderança do rally, enquanto Ogier subiu para a quinta colocação ao superar Ostberg.

Após fazer apenas o sexto melhor tempo na SS4, Neuville reagiu e venceu a SS5, com Ogier sendo o segundo, seguido da Mikkelsen, que concluiu a manhã da sexta-feira na liderança da prova. O norueguês tinha 14 segundos de vantagem sobre Neuville, seguido de Tänak, Suninen e Ogier.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree

A repetição das especiais durante a tarde começou após uma chuva torrencial. Ogier conseguiu impor um ritmo alucinante, sendo 12 segundos mais rápido que todos os outros concorrentes na SS6. O pentacampeão do mundo assumiu a liderança do rally. Mikkelsen não repetiu a performance da manhã e teve problemas no câmbio, ficando sem a segunda marcha. O norueguês foi o sexto mais rápido, mas conseguiu manter a vice-liderança da prova, seguido de Neuville, quarto colocado na especial.

Após o pódio em Portugal, seu primeiro na categoria WRC, Suninen mostrou que ganhou confiança e venceu a SS7, seguido de Ogier, que abriu 10,9 segundos de vantagem sobre Neuville. O belga assumiu a segunda colocação na classificação acumulada. Já para Mikkelsen, a manhã maravilhosa se transformou numa tarde desastrosa. Após rodar numa curva, o motor parou e o norueguês não conseguiu voltar para a prova.

Neuville voltou a atacar e foi o mais rápido na SS8, mas Ogier seguiu na cola, permitindo que o belga descontasse apenas quatro décimos. Latvala venceu a SS9 com Ogier conquistando o terceiro melhor tempo, fechando o dia na liderança da prova ao ampliar para 18,9 segundos a vantagem sobre Neuville.

O sábado teve sete trechos cronometrados, onde Ogier e Neuville travaram uma disputa acirrada, com marcação corpo a corpo. Tänak venceu a primeira especial do dia, a SS10, seguido de Neuville e Ogier. O belga descontou 1,2 segundos do francês.

Ogier deu a resposta vencendo trecho seguinte e recuperando 1,8 segundos. Mas a grande diferença aconteceu na SS12, onde Neuville foi perfeito, vencendo com uma vantagem de 14,6 segundos para Ogier, que teve várias dificuldades e foi apenas o sexto colocado.

No final da manhã, a diferença de 18,9 segundos estava reduzida a 4,9 segundos. Ogier ainda conseguiu responder, vencendo a SS14 e voltando a ter 6,8 segundos de vantagem, mas Neuville venceu as duas últimas especiais do sábado, terminando o dia a apenas 3,9 segundos do francês.

Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC)
Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree

No domingo foram disputados quatro trechos contra o relógio. Os dois partiram para o tudo ou nada. Na SS17 Neuville diminuiu a diferença para 3,1 segundos. Os dois voltaram a atacar forte na SS18, onde Neuville triunfou novamente. A batalha continuou eletrizante na SS18, com mais um sucesso de Neuville. Os dois largaram para a última especial separados por apenas 0,8 segundos de vantagem a favor de Ogier.

O francês fez todo o possível, mas não conseguiu impedir que Neuville virasse o jogo, vencendo a prova por apenas 0,7 segundos.

Os resultados permanecem provisórios. No final da penúltima especial, Ogier partiu em direção ao trecho seguinte sem pegar seu cartão de tempo. Mais tarde, foi entregue a ele por Ott Tänak. Aguardam-se notícias sobre se Ogier receberá uma penalidade.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally – WRC acontecerá na Finlândia, entre os dias 26 a 29 de julho.

Classificação final do Rally da Itália:

1. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): 3:29:18,7

2. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 0,7

3. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 1:56,3

4. H. Paddon / S. Marshall (Hyundai i20 Coupe WRC): + 2.55,2

5. M. Ostberg / T. Eriksen (Citroën C3 WRC): + 3:10,9

6. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 4:31,7

7. J.M. Latvala / M. Anttila (Toyota Yaris WRC): + 11:22,1

8. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): + 12:38,2

9. J. Kopecky / P. Dresler (Skoda Fabia R5): + 13:14,6

10. T. Suninen / M. Markkula (Ford Fiesta RS WRC): + 15:30,4

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Itália

1. Thierry Neuville: 149 pontos

2. Sébastien Ogier: 122 pontos

3. Ott Tänak: 79 pontos

4. Esapekka Lappi: 70 pontos

5. D. Sordo: 60 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 56 pontos

7. Elfyn Evans: 46 pontos

8. Kris Meeke: 43 pontos

9. Jari-Matti Latvala: 37 pontos

10. Craig Breen: 34 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Itália

1. Hyundai Motorsport: 212 pontos

2. M-Sport WRT – Ford: 184 pontos

3. Toyota Gazoo Racing WRT: 161 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 129 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Itália: Thierry Neuville vence e amplia vantagem na liderança da Temporada 2018

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Inglaterra: Vitória de Johan Kristoffersson

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Malte Christians
O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R), defensor do título de 2017 e líder da temporada 2018, venceu a 4ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 26 e 27 de maio, no circuito de Silverstone, na Inglaterra. O norueguês Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) foi o segundo colocado e o francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) completou o pódio da etapa.

Esta foi a terceira vitória de Kristoffersson em 2018. Mas o sueco não teve vida fácil. Após ótimos resultados nas baterias classificatórias, na semifinal o atual campeão da categoria se envolveu num toque com seu companheiro de equipe, o norueguês Petter Solberg. A bateria teve de ser reiniciada. Os danos no carro de Kristoffersson não impediram uma vitória, mas Solberg não conseguiu seguir em frente e ficou de fora da final.

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Malte Christians
Andreas Bakkerud mostrou que já está completamente adaptado ao novo carro. Na final ele conseguiu ultrapassar seu companheiro e dono da equipe, o sueco Mattias Ekström, que ficou com a quarta colocação. Com o resultado Bakkerud superou Solberg na classificação do mundial, assumindo a terceira posição.

Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - @World
Para conquistar a terceira colocação em Silverstone, Loeb teve de fazer uma prova de recuperação. O nove vezes campeão do WRC perdeu tempo na largada. Com uma estratégia perfeita e uma ultrapassagem sobre Mattias Ekström na última volta, Loeb conseguiu fechar o final de semana com o quarto pódio em 2018, mantendo a vice-liderança da tabela.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Malte Christians
A próxima etapa acontecerá no circuito Hell, na Noruega, entre os dias 09 e 18 de junho.

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

2. Andreas Bakkerud (Audi)

3. Sébastien Loeb (Peugeot)

4. Mattias Ekström (Audi)

5. Niclas Grönholm (Hyundai)

6. Kevin Hansen (Peugeot)

Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 4ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 105 pontos

2. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 91 pontos

3. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 83 pontos

4. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 80 pontos

5. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 80 pontos

6. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 71 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 52 pontos

8. Kevin Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 41 pontos

9. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 35 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 34 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 4ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 185 pontos

2. EKS Audi Sport: 163 pontos

3. Team Peugeot Total: 162 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 86 pontos

5. Olsbergs MSE Ford: 55 pontos

6. GC Kompetition Renault: 54 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Inglaterra: Vitória de Johan Kristoffersson

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally de Portugal: Vitória de Thierry Neuville, novo líder da Temporada 2018

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) venceu o Rally de Portugal, 6ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Neuville assumiu o domínio da prova na tarde da sexta-feira e neste domingo, dia 20/05, administrou a grande vantagem, resultado que também o promoveu a líder do Mundial de Pilotos.

Elfyn Evans / Daniel Barrit (Ford Fiesta WRC)
Elfyn Evans / Daniel Barrit (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O britânico Elfyn Evans (Ford Fiesta WRC) foi o segundo colocado e seu companheiro de equipe, o finlandês Teemu Suninen conquistou seu primeiro pódio na categoria WRC. O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC) bateu na sexta-feira e ficou fora da zona de pontuação da etapa portuguesa, caindo para a vice-liderança da temporada.

Teemu Suninen / Mikko Markkula (Ford Fiesta WRC)
Teemu Suninen / Mikko Markkula (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Após a superespecial disputada na noite de quinta-feira, com vitória do estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC), as sete especiais da sexta-feira foram dramáticas. A liderança trocou de mãos em seis ocasiões e vários líderes não completaram o dia.

Entre eles o francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC), líder da temporada. Ott Tänak, vencedor da etapa anterior, também ficou pelo caminho, assim como seu companheiro de equipe, o finlandês Jari-Matti Latvala. Dois carros da Hyundai também faziam parte da lista de abandonos, com o norueguês Andreas Mikkelsen e o neozelandês Hayden Paddon.

Kris Meeke / Paul Nagle  (Citroën C3 WRC)
Kris Meeke / Paul Nagle (Citroën C3 WRC) Divulgação - Jaanus Ree

A Citroën escapou por pouco da lista, mas não ilesa, já que o irlandês Kris Meeke (Citroën C3 WRC), que chegou a liderar a prova em duas oportunidades, teve de conduzir as últimas especiais com a roda traseira esquerda sem pneu, desabando para sétimo na classificação. Seu companheiro de equipe, Craig Breen também despencou do terceiro para o oitavo posto depois de ter de parar para mudar uma roda.

Thierry Neuville teve paciência no início da manhã e soube se manter na pista. Mesmo com uma escolha arriscada de pneus, na parte da tarde pulou da sexta para a primeira colocação. O belga concluiu o dia com uma vantagem de 17,7 segundos sobre o britânico Elfyn Evans.

O espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupe WRC) chegou a liderar no meio do dia, mas completou a sexta-feira na terceira colocação, muito próximo dos ponteiros.

No sábado Neuville decidiu por uma estratégia perfeita para os pneus, sabendo economizar na hora certa, e apesar de em alguns trechos ter permitido a aproximação de Elfyn Evans, nos trechos mais longos teve condições de forçar o ritmo, ampliando a vantagem para 39,8 segundos.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree

O resultado somado a uma melhor posição de largada para as cinco especiais do domingo, permitia que Neuville sonhasse acordado com a vitória em Portugal e com a liderança da mundial, já que Ogier voltou a disputar a prova sem chances após o grande prejuízo do acidente na sexta-feira.

Evans foi corajoso e atacou para buscar a vitória, mas alternou bons e maus momentos. O britânico chegou a ser o mais rápido em duas das sete especiais disputadas no sábado, enquanto Neuville venceu apenas uma, mas acabou tendo de se contentar em garantir a segunda colocação, ampliando para 17,4 segundos a vantagem sobre Dani Sordo.

O espanhol tentou melhorar sua posição, mas teve problemas com a embreagem do i20 e acabou o dia vendo a aproximação dos finlandeses Teemu Suninen e Esapekka Lappi (Toyota Yaris WRC).

Kris Meeke voltou a prova na sétima colocação e partiu para o tudo ou nada. A estratégia deu errado, Meeke capotou forte na SS12. Tanto ele como seu navegador Paul Nagle saíram ilesos do C2 completamente destruído.

No domingo Neuville soube administrar a vantagem e se deu ao luxo de buscar mais quatro pontos adicionais com o segundo melhor tempo no TV Power Stage, vencido por Esapekka Lappi.

Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC)
Esapekka Lappi / Janne Ferm (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree

Elfyn Evans ficou com a segunda colocação, enquanto uma disputa acirrada aconteceu pelo último degrau do pódio. Na noite do sábado Dani Sordo recebeu uma penalidade de 10 segundos por deslocar dois fardos que sinalizavam o limite da pista na SS8 disputada na noite da sexta-feira.

A decisão rebaixou o piloto do Hyundai i20 para a quarta posição, sendo superado por Teemu Suninen. A situação de Sordo ficou ainda mais dramática quando ele foi superado por Esapekka Lappi, logo na primeira especial do dia.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally – WRC acontecerá na Itália, entre os dias 07 a 10 de junho.

Classificação final do Rally de Portugal:

1. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): 3:49:46,6

2. E. Evans / D. Barrit (Ford Fiesta RS WRC): + 40,0

3. T. Suninen / M. Markkula (Ford Fiesta RS WRC): + 47,3

4. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 54,7

5. D. Sordo / C. D. Barrio (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:00,9

6. M. Osterberg / T. Eriksen (Citroën C3 WRC): + 3:33,5

7. C. Breen / S. Martin (Citroën C3 WRC): + 5:23,0

8. P. Tidemand / J. Andersson (Skoda R5): + 14:10,8

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally de Portugal

1. Thierry Neuville: 119 pontos

2. Sébastien Ogier: 100 pontos

3. Ott Tänak: 72 pontos

4. D. Sordo: 58 pontos

5. Esapekka Lappi: 57 pontos

6. Andreas Mikkelsen: 54 pontos

7. Elfyn Evans: 45 pontos

8. Kris Meeke: 43 pontos

9. Jari-Matti Latvala: 31 pontos

10. Craig Breen: 26 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally de Portugal

1. Hyundai Motorsport: 175 pontos

2. M-Sport WRT – Ford: 162 pontos

3. Toyota Gazoo Racing WRT: 140 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 111 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally de Portugal: Vitória de Thierry Neuville, novo líder da Temporada 2018

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Bélgica: Vitória de Sébastien Loeb

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - Malte Christians
O francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) venceu a 3ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 12 e 13 de maio, no circuito de Mettet, na Bélgica. Com o resultado o nove vezes campeão do WRC assumiu a vice-liderança da temporada 2018.A segunda colocação foi conquistada pelo norueguês Petter Solberg (Volkswagen Polo R). O sueco Timmy Hansen (Peugeot 208 RX) completou o pódio da etapa.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Malte Christians
A vitória de Loeb aconteceu após uma intensa disputa na bateria final. O francês teve de resistir aos ataques de Solberg até receber a bandeira quadriculada. Esta foi segunda vitória de Loeb na categoria. Ela aconteceu após um jejum de mais de um ano. A primeira foi na Letônia em 2016.

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) é apertado e fica em duas rodas
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) é apertado e fica em duas rodas Divulgação - Malte Christians
A final quase começou com um acidente. O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R), defensor do título de 2017 e líder da temporada 2018, foi espremido na barreira interna de proteção da pista. Seu carro chegou a ficar em duas rodas.

Timmy Hansen (Peugeot 208 RX)
Timmy Hansen (Peugeot 208 RX) Divulgação - Malte Christians
O incidente permitiu que Timmy Hansen assumisse a segunda colocação. Os dois carros da Peugeot pularam na frente, seguido por dois Volkswagen, Kristoffersson e Petter Solberg, enquanto os dois Audi, de Andreas Bakkerud e Mattias Ekstrom, caíram para a quinta e sexta colocações após a primeira volta.

Solberg arriscou e foi o primeiro a fazer o Joker, o que acabou rendendo frutos ao veterano campeão do WRC e bicampeão do WRX.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Malte Christians
Ekstrom conseguiu se recuperar e terminou em quarto, mas com uma boa pontuação no final de semana.

Kristoffersson foi o quinto na bateria final. Apesar de um resultado decepcionante, o sueco ainda lidera a classificação geral com 75 pontos, seguido de Loeb com 66 pontos e Solberg com 65 pontos.

A próxima etapa acontecerá no circuito Silverstone, na Inglaterra, entre os dias 24 e 25 de maio.

Classificação da bateria final:

1. Sébastien Loeb (Peugeot)

2. Petter Solberg (Volkswagen)

3. Timmy Hansen (Peugeot)

4. Mattias Ekström (Audi)

5. Johan Kristoffersson (Volkswagen)

6. Andreas Bakkerud (Audi)

Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 3ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 75 pontos

2. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 66 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 65 pontos

4. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 61 pontos

5. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 59 pontos

6. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 59 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 37 pontos

8. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 32 pontos

9. Guerlain Chicherit (Renault Mégane RX): 27 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 27 pontos

Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 3ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 140 pontos

2. Team Peugeot Total: 125 pontos

3. EKS Audi Sport: 120 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 64 pontos

5. GC Kompetition Renault: 42 pontos

6. Olsbergs MSE Ford: 41 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross - Bélgica: Vitória de Sébastien Loeb

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross – Portugal: Johan Kristoffersson vence e dispara na liderança

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar)
Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Ferdi Kräling

O sueco Johan Kristoffersson (Volkswagen Polo R) venceu a 2ª etapa do Campeonato Mundial de Rallycross, realizada nos dias 28 e 29 de abril, no circuito de Montalegre – Portugal. O francês Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) ficou com a segunda colocação, seguido do norueguês Petter Solberg (Volkswagen Polo R).

Um clima inesperado, misturando chuva, sol e até neve, marcou a etapa realizada nas montanhas portuguesas. Kristoffersson, defensor do título de 2017, soube lidar com as adversidades e a agressividade das baterias muito competitivas, sempre com muitos toques entre os competidores. Na bateria final o sueco conseguiu uma boa largada, superando Loeb e conseguindo defender a posição até o final, repetindo a vitória conquistada na primeira etapa da temporada.

Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX)
Sébastien Loeb (Peugeot 208 RX) Divulgação - Ferdi Kräling

Loeb também esteve muito rápido, conquistando importantes resultados nas baterias classificatórias e na semifinal. Com a segunda colocação, mesmo resultado obtido na etapa anterior, na Espanha, o nove vezes campeão mundial do WRC subiu da sétima para a quarta colocação na temporada 2018.

Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar)
Petter Solberg (Volkswagen Polo R Supercar) Divulgação - Ferdi Kräling

Solberg largou na terceira fila da bateria final. O norueguês conseguiu conquistar posições importantes, finalizando a prova na terceira colocação. Mesmo assim, o bicampeão da categoria foi ultrapassado pelo compatriota Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX), que concluiu a final na quarta posição, porem conquistando mais pontos com as vitórias nas baterias classificatórias e na semifinal.

Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX)
Andreas Bakkerud (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Ferdi Kräling

O sueco Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX), campeão da categoria em 2016, não conseguiu se classificar para a final após um toque com o sueco Timmy Hansen (Peugeot 208 RX) durante a semifinal.

A próxima etapa acontecerá no circuito Mettet, na Bélgica, entre os dias 12 e 13 de maio.

Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX)
Mattias Ekström (Audi S1 EKS RX) Divulgação - Ferdi Kräling

Classificação da bateria final:

1. Johan Kristoffersson (Volkswagen): 4m:16.859s

2. Sébastien Loeb (Peugeot): + 2.253s

3. Petter Solberg (Volkswagen): + 3.398s

4. Andreas Bakkerud (Audi): + 6.642s

5. Guerlain Chicherit (Renault): + 9.566s

6. Timmy Hansen (Peugeot): + 21.244s


Pilotos - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 2ª etapa:

1. Johan Kristoffersson (Suécia - Volkswagen Polo R): 53 pontos

2. Andreas Bakkerud (Noruega - Audi S1 EKS RX): 44 pontos

3. Petter Solberg (Noruega - Volkswagen Polo R): 43 pontos

4. Sébastien Loeb (França – Peugeot 208 RX): 39 pontos 5. Timmy Hansen (Suécia – Peugeot 208 RX): 36 pontos

6. Mattias Ekström (Suécia - Audi S1 EKS RX): 36 pontos

7. Niclas Grönholm (Finlandia - Hyundai i20 RX): 28 pontos

8. Janis Baumanis (Letônia - Ford Fiesta RX): 22 pontos

9. Guerlain Chicherit (Renault Mégane RX): 20 pontos

10. Timur Timerzyanov (Rússia - Hyundai i20 RX): 17 pontos


Equipes - Classificação do Campeonato Mundial de Rallycross - WRX após a 2ª etapa:

1. PSRX Volkswagen Sweden: 96 pontos

2. EKS Audi Sport: 80 pontos

3. Team Peugeot Total: 75 pontos

4. GRX Taneco Hyundai: 45 pontos

5. GC Kompetition Renault: 32 pontos

6. Olsbergs MSE Ford: 29 pontos

Comentários

WRX - Campeonato Mundial de Rallycross – Portugal: Johan Kristoffersson vence e dispara na liderança

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Argentina: Vitória de Ott Tänak

Klever Kolberg
Klever Kolberg - Engenheiro, palestrante e piloto do Brasil no Rally Dakar

Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC)
Ott Tanak / Martin Jarveoja (Toyota Yaris WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O estoniano Ott Tänak (Toyota Yaris WRC) venceu o Rally da Argentina, 5ª etapa do Campeonato Mundial de Rally - WRC. Tänak assumiu o domínio da prova na sexta-feira e neste domingo, dia 29/04, administrou a grande vantagem. O belga Thierry Neuville (Hyundai i20 Coupe WRC) foi o segundo colocado e seu companheiro de equipe, o espanhol Dani Sordo completou o pódio. O francês Sébastien Ogier (Ford Fiesta WRC) foi o quarto colocado, mantendo a liderança da temporada.

Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC)
Thierry Neuville / Nicolas Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
A prova começou com a disputa de uma curta especial na noite da quinta-feira. O público lotou as ruas de Villa Carlos Paz para ver o espetáculo onde Neuville, o vice-líder da temporada 2018, foi o mais rápido, seguido de Tänak e Ogier.

As verdadeiras especiais começaram a ser disputadas na sexta-feira. Como líder do campeonato, Ogier teve de pagar o castigo de abrir a pista. Mas o pentacampeão mundial, que nunca venceu a etapa sul-americana, acabou tirando vantagem. Se por um lado Ogier teve de fazer o trilho e limpar a pista, também acabou levantando muita poeira, que misturada a neblina e a ausência de vento, prejudicou as condições de visibilidade na SS2. Ogier foi o mais rápido.

Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC)
Sébastien Ogier / Julien Ingrassia (Ford Fiesta WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O dia esquentou e a vantagem inesperada de Ogier não prevaleceu nos trechos seguintes. Tänak havia rodado na SS2, mas o estoniano mostrou que não havia perdido a confiança. Ele venceu a SS3, subindo da nona para a terceira posição. Ogier caiu para a segunda colocação com o norueguês Andreas Mikkelsen (Hyundai i20 Coupe WRC) sabendo aproveitar o benefício de largar no pelotão intermediário e assumir a ponta da prova.

Tänak mostrou que estava afiado e repetiu a dose na SS4, assumindo a vice-liderança na geral. Mikkelsen manteve a boa performance e continuou como líder. O irlandês Kris Meeke (Citroën C3 WRC) vinha crescendo e assumiu a terceira colocação enquanto Ogier perdeu posições, caindo para quarto e vendo Neuville colar.

Os competidores ainda disputaram uma pequena especial antes da parada para manutenção. Logo no início da tarde, com a repetição dos três grandes trechos cronometrados, todos bastante danificados pela primeira passagem dos carros, a sorte de Mikkelsen mudou. Um furo no pneu dianteiro atrapalhou os planos do norueguês. Tänak continuou muito agressivo e assumiu a liderança do rally, seguido de Meeke, Ogier e Neuville.

Tänak continuou mandando na prova, vencendo a SS7. Meeke se estabeleceu na segunda colocação e o espanhol Dani Sordo (Hyundai i20 Coupe WRC) surpreendeu assumindo a terceira posição, enquanto Ogier foi superado por Neuville e caiu para o quinto posto.

A sexta-feira terminou com mais um sucesso de Tänak, seguido de Meeke, Neuville, Sordo e Ogier.

Dani Sordo / Carlos Del Bario (Hyundai i20 Coupe WRC)
Dani Sordo / Carlos Del Bario (Hyundai i20 Coupe WRC) Divulgação - Jaanus Ree
O sábado começou com mais três vitórias consecutivas de Tänak. O estoniano continuou num ritmo muito superior aos demais competidores, vencendo mais duas especiais durante a tarde. Só não saiu invicto devido a problemas num amortecedor e na caixa de direção.

Tänak ampliou sua vantagem durante o sábado, estabelecendo 46,5 segundos de vantagem sobre Neuville. O belga conseguiu superar Meeke e assumiu a segunda colocação, mas Neuville não demonstrou vontade de arriscar para buscar a vitória, pensando nos riscos e no campeonato. Sordo completou o pódio provisório do dia, seguido de Ogier.

Kris Meeke / Paul Nagle  (Citroën C3 WRC)
Kris Meeke / Paul Nagle (Citroën C3 WRC) Divulgação - Jaanus Ree
Meeke estava mantendo a terceira colocação até ter de parar para trocar um pneu na SS15, última especial do sábado. Meeke caiu para a oitava posição.

No domingo Tänak iniciou o dia no modo segurança. Foi o terceiro na SS16, o mesmo acontecendo com Neuville, que pensando no campeonato, tratou de poupar os pneus para o TV Power Stage, ficando apenas com o quinto melhor tempo.

A briga ficou por conta de Mikkelsen e Ogier. Mikkelsen venceu a especial e colocou mais pressão sobre o francês que com o segundo melhor tempo mantinha a quarta colocação na prova.

No teste final o melhor tempo foi conquistado por Neuville. O belga levou os cinco pontos adicionais e se reduziu para 10 pontos a vantagem de Ogier na tabela, mesmo com o francês sendo o segundo mais rápido no TV Power Stage.

Tänak comemorou sua terceira vitória no WRC, a primeira da Toyota na temporada.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rally – WRC acontecerá em Portugal, entre os dias 17 e 20 de maio.

Classificação final do Rally da Argentina:

1. O. Tänak / M. Järveoja (Toyota Yaris WRC): 3:43:28.9

2. T. Neuville / N. Gilsoul (Hyundai i20 Coupe WRC): + 37.7

3. D. Sordo / C. D. Barrio (Hyundai i20 Coupe WRC): + 1:15.7

4. S. Ogier / J. Ingrassia (Ford Fiesta RS WRC): + 1:58.6

5. A. Mikkelsen / A. Jaeger (Hyundai i20 Coupe WRC): + 2:02.6

6. E. Evans / P. Mills (Ford Fiesta RS WRC): + 3:06.3

7. K. Meeke / P. Nagle (Citroën C3 WRC): + 2:25.7

8. E. Lappi / J. Ferm (Toyota Yaris WRC): + 4:32.6

Classificação do Mundial de Pilotos após o Rally da Argentina

1. Sébastien Ogier: 100 pontos

2. Thierry Neuville: 90 pontos

3. Ott Tänak: 72 pontos

4. Andreas Mikkelsen: 54 pontos

5. D. Sordo: 45 pontos

6. Kris Meeke: 43 pontos

7. Esapekka Lappi: 406 pontos

8. Jari-Matti Latvala: 31 pontos

Classificação do Mundial de Construtores após o Rally da Argentina

1. Hyundai Motorsport: 144 pontos

2. M-Sport WRT – Ford: 129 pontos

3. Toyota Gazoo Racing WRT: 124 pontos

4. Citroën Total Abu Dhabi WRT: 93 pontos

Comentários

WRC - Campeonato Mundial - Rally da Argentina: Vitória de Ott Tänak

COMENTÁRIOS

Use a Conta do Facebook para adicionar um comentário no Facebook Termos de usoe Politica de Privacidade. Seu nome no Facebook, foto e outras informações que você tornou públicas no Facebook aparecerão em seu cometário e poderão ser usadas em uma das plataformas da ESPN. Saiba Mais.

mais postsLoading